sexta-feira, 29 de abril de 2022

História Do Depeche Mode : Shake The Disease (Single)

Hoje na História do Depeche Mode (29 de abril de 1985):
Data de lançamento do single de Shake The Disease, no Reino Unido












“Shake the Disease" é o décimo terceiro single da banda Depeche Mode. 
Gravada no Hansa Mischraum em Berlim, a música foi lançada em 29 de abril de 1985 e não está presente em nenhum álbum de estúdio, porém foi inclusa na compilação The Singles 81-85 juntamente com "It's Called a Heart". 
A versão americana de The Singles 81-85, chamada Catching Up with Depeche Mode, também apresenta a música lado B de "Shake the Disease", intitulada "Flexible".
A canção era prevista para ser inclusa no então próximo álbum da banda Black Celebration, o qual foi lançado pouco menos de um ano depois, porém ela ficou pronta muito antes e a banda decidiu fazer uma compilação de singles para poder lançar a música antecipadamente.
O videoclipe da música foi o primeiro video do Depeche Mode a ser dirigido por Peter Care e apresenta um truque de câmera inovador que faz com que os membros da banda pareçam estar caindo.

Quando o Depeche Mode foi entrevistado sobre as músicas do CD '101' para a edição de abril de 1989 da revista francesa 'Best', Fletcher disse (traduzido do francês): 

"É uma das músicas que tocamos há muito tempo. Toda vez que a ouço, me lembra o videoclipe. Não posso esquecer o videoclipe. Tive que ficar em algum tipo de máquina e permitir que ela me jogasse, inclinasse para o lado. Eu não tinha confiança neste dispositivo que deveria me segurar a minha queda. Eu pensei que ia morrer naquele dia."


A canção chegou ao primeiro lugar na influente KROQ Top 106.7 Countdown em 1985, e ficou entre o top 40 na Billboard Hot Dance Club dos Estados Unidos em novembro do mesmo ano.

Chegou ao número 18 no Reino Unido mas foi melhor em outros países, aparecendo no top 10 na Irlanda, Alemanha, Suécia, Suíça, e ao primeiro lugar na Polônia, onde a banda era muito popular à época. Na França, "Shake the Disease" chegou à posição 13, permanecendo no top 50 por seis meses.

A frase "I've got things to do, and I've said before that I know you have too" é uma referência à canção "Stories Of Old", do álbum do Depeche Mode, Some Great Reward de 1984, a qual contém a frase "I've got things to do/You have too/And I've got to be me, you've got to be you".

Segundo Martin  explicou na edição de 1989-04-15 da Melody Maker:

"Às vezes [as ligações entre as músicas] são muito óbvias, há coisas como referências porque eu realmente gosto de referências a outras músicas. Em 'Shake The Disease' há uma referência a outra música : Stories Of Old. Eu realmente gosto desse tipo de referência ." 

Gore diz na faixa de comentários do DVD de '101' em 2003:

"Nós realmente lutamos com um título para essa música. E é apenas uma pequena parte de uma das linhas da música. Eu acho que na verdade Daniel [Miller] estava tipo, 'Oh, essa linha soa bem como um título". Mas foi obviamente de uma das linhas da música, mas todas as outras linhas soaram tão ruins como títulos, [como] 'Understand Me'."

Seu som segue uma linha industrial, mas de tonalidades mais escuras e sombrias, com os teclados em um tom mais grave. 

A letra muito melancólica nos fala sobre altos e baixos nas relações de casal.
O membro da banda Alan Wilder sentiu que essa música capturou a essência da banda, afirmando que "há uma certa vantagem no que fazemos que pode fazer as pessoas pensarem duas vezes sobre as coisas. Há muita perversidade e insinuações em nossas letras, mas nada direto."



Fontes : Wikipedia, Dmlive.wiki e JeanBong (Complementos)
Faith & Devotion !!!
JeanBong13

Nenhum comentário:

Postar um comentário