segunda-feira, 19 de abril de 2021

Hoje na História do Recoil : Selected (Album)

Hoje na História do Recoil (19 de abril de 2010):

Data de lançamento do album Selected, no Reino Unido.


Uma compilação de canções do Recoil. 
Também está incluído um disco com remixes novos e antigos que mostram o que uma remixagem inteligente pode fazer com as músicas.

Ao ouvir muito Recoil (também conhecido como Alan Wilder, ex-mago musical do Depeche) você precisa ter um pouco de paciência. 
As canções de Recoil tendem a crescer em você à medida que você as ouve com mais frequência. 
Alan disfarça suas paisagens sonoras em canções e usa vocalistas e artistas de palavras faladas para adicionar letras.

Esta compilação consiste em dois discos. 
O disco 1 contém 14 faixas regulares, enquanto o disco 2 contém 12 remixes. 
Ambas as coleções foram escolhidas pelo próprio Alan, então contêm sua versão de uma visão geral de sua carreira solo.

De alguma forma, a lista de faixas do disco 1 faz você esquecer que está ouvindo uma compilação de músicas mais antigas. 
As canções não são representadas em ordem cronológica, mas em uma forma que flui naturalmente. Começando com Strange Hours com a grande voz e entrada lírica de Diamanda Galás, esta canção define o ritmo para o álbum. 
O próximo é um dos destaques, quando Douglas McCarthy, de Nitzer Ebb, coloca sua opinião sobre Faith Healer. Embora esta canção seja originalmente lançada em 1992, ainda soa fantástica. O conteúdo religioso de Faith Healer é um pouco continuado em Prey. 
Prey contém os vocais de blues de Joe Richardson, sua voz é uma grande adição a esta música. 

Alguns outros destaques são Luscious Apparatus, Edge to Life e Shunt. 
Lucious Apparatus é uma canção de palavras faladas em que Maggie Estep fala sobre Carla, que conhece um homem que sente que ela estava implorando para ser esculpida com uma faca depois de fazer sexo. A música é assustadora, assustadora e bonita ao mesmo tempo. 
Em Edge to Life, Toni Halliday esta como em seus melhores dias com o Curve. Mais uma vez uma canção de 1992 que funciona muito bem na ordem e contexto que Alan apresenta aqui. 
Shunt contém letras (Há sangue na linha), mas é muito uma canção instrumental. É a canção que chega mais perto dos dois primeiros EP's de Recoil (1+2 e Hydrology, dos quais não há músicas nesta compilação) e mostra o artesanato de Alan na criação de canções instrumentais que o mantêm ouvindo durante toda a música. 

Como já dito, a ordem em que as músicas são apresentadas faz você pensar que está ouvindo um álbum com novas músicas, mesmo que você já saiba as músicas de álbuns anteriores. 
Isso faz dele um álbum que vale a pena comprar. Mas a adição do segundo disco com 12 remixes o torna ainda melhor. Composto por (edições de) remixes mais antigos e remixes novos ou previamente indisponíveis, este disco mostra o poder da remixagem inteligente.  
Assim, você não encontrará nenhum "club remix" neste disco, mas em vez disso as músicas são recriadas ou remixadas de uma maneira que leva as músicas para outras áreas do que foram originalmente pretendidas. 
E com ótimos resultados.

Este album saiu em várias edições diferentes :
Cd Standart (Simples):





Cd Deluxe (duplo) :







Mute Bank Exclusive
DeLuxe Limited Edition 4 Disc Box Set :
- 2CD Selected
- 1CD Additional Music (Exclusive)
- DVD Films (Exclusive)
- 3 x Large Scale Booklets
- 12"x12" Box With Lift Off Lid
- 1000 Individually Numbered Editions Worldwide
- Signed By Alan Wilder










4 LP Box Set :










Maravilhosa coletânea do Recoil, que resultou na tourné : "Selected Events" (que passou pelo Brasil).
E virou um belíssimo Blu-ray : "A Strange Hour in Budapest", lançado em 2012.
Faith & Devotion !!!
JeanBong13



Nenhum comentário:

Postar um comentário