quarta-feira, 3 de março de 2021

História Do Depeche Mode : Where's The Revolution (Single)

Hoje na História do Depeche Mode (03 de março de 2017):
Data de lançamento do single de Where's The Revolution, no Reino Unido. 
Esse single saiu no formato digital, cd single e 12''.
Digital : a data de lançamento é 02 de fevereiro de 2017, e em "Video Clip" no Youtube, é dia 03 de fevereiro de 2017.
Cd Single, a data é 03 de março de 2017, e o cd tem 5 faixas.
12'' Duplo, tem faixas a mais que o cd, e a data de lançamento : 28 de abril de 2017. (São 9 mixes).
É o primeiro single para o album "Spirit".
Existe uma versão 7'' exclusiva para a revista Musikexpress, que inclui no seu "B-Side" a faixa "Should Be Higher" (Live in Berlin Version).
O vídeo faz uma referência a um discurso de Lenin em 1919.
E tem um visual entre bandeiras e botas marchando, e foram dirigidos e projetados por Anton Corbijn. 








Faith & Devotion !!!
JeanBong13

Parabéns Christian Eigner !

Hoje, o baterista do Depeche Mode, faz aniversário : Parabéns Christian Eigner !!!
Nascido em 3 de março de 1971 em Viena, Áustria é um baterista austríaco conhecido por participar desde 1997 no Depeche Mode.


Eigner desde criança tocava bateria até aos 16 anos, onde começou sua carreira profissional em turnês e gravando percussão em vários álbuns.
Em 1995, ele chegou a Londres, onde pôde colaborar na equipe de produção de David Clayton e Kerry Hopwood.
Eigner iniciou sua colaboração com Depeche Mode em 1997, quando eles realizaram dois pequenos shows com o nome de Ultra Parties como a única promoção do álbum Ultra que Tim Simenon produziu para juntamente com Clayton nos teclados, substituir a ausência de Alan Wilder, que havia deixado a banda dois anos antes.


No ano seguinte, o grupo fez uma turnê chamada The Singles Tour na ocasião de sua compilação The Singles 86> 98, pela qual eles novamente convocaram Eigner. A partir dessa ocasião, juntamente com o tecladista Peter Gordeno, eles substituem a parte de Wilder no palco.
Em 2001, ele gravou a bateria da música "I Am You" no álbum Exciter do Depeche Mode e pouco depois embarcou com eles na Exciter Tour , aparecendo junto com o grupo no vídeo da música Freelove .


Para o álbum Playing the Angel do Depeche Mode, sua colaboração foi ainda mais ativa ao musicalizar com Andrew Phillpott as faixas "Suffer Well", "I Want It All" e "Nothing's Impossible ", do cantor Dave Gahan , dos quais "Suffer Well" foi até escolhida como um dos singles do álbum.
Posteriormente, ele e Gordeno participaram novamente na turnê promocional Touring the Angel da banda; e durante o curso da turnê, ele apareceu novamente no vídeo da música "A Pain That I'm Used To".



Embora ele seja uma das poucas pessoas que compuseram músicas para Depeche Mode, Eigner não foi formalmente integrado como membro da banda e não se espera que ele se torne um integrante.
No segundo álbum solo do Dave Gahan, Hourglass of 2007, Eigner novamente colaborou com o cantor e Phillpott na composição e produção de todo o álbum.
Para o álbum Sounds of the Universe do Depeche Mode em 2009, Eigner co-escreveu novamente com Gahan e Phillpott, três músicas, "Hole to Feed", "Come Back" e "Miles Away / The Truth Is", e até gravou a bateria de primeiro, bem como o tema "Fragile Tension" do álbum.
"Hole to Feed" também foi escolhido como single do álbum.
Logo, Eigner participou com o DM na turnê Tour of the Universe durante 2009-2010, até tocando o teclado para o tema "Waiting for the Night" nas datas que foram incluídas.


Em 2013, Eigner apareceu novamente com a banda no vídeo "Heaven" do álbum Delta Machine. Mais tarde, ele participou durante toda a Delta Machine Tour , onde apareceu novamente no teclado para tocar a música "When the Body Speaks".
Em 2017, Eigner co-escreveu com o vocalista Dave Gahan e com Peter Gordeno as músicas "Cover Me" e "Poison Heart" do álbum Spirit do DM, ele participou da respectiva turnê promocional da Global Spirit Tour, e da qual "Cover Me", foi o terceiro single do álbum.
Você pode ver a participação de Christian Eigner com o Depeche Mode nos concertos em Dvd : One Night em Paris de 2002, Touring the Angel: Live em Milão de 2006, Tour of the Universe: Barcelona 20 / 21.11.09 de 2010 e Live in Berlin de 2014.
(e futuramente no Live Spirits e Spirits In The Forest de 2018 - a ser lançado agora em 27 de março de 2020)


Conhecido por seu papel como baterista, Eigner realmente mudou sua especialidade, experimentando formas de música eletrônica, o que inicialmente facilitou sua colaboração com o Depeche Mode. Eigner também trabalhou com o produtor Tim Simenon para o projeto Bomb the Bass.
Projeto Paralelos ao Depeche Mode :
Desde 1997, Eigner, juntamente com os músicos austríacos Karl Ritter e Al Slavik, formaram a banda Sel Gapu Mex , gravando um álbum e fazendo turnês em 2006.
Em 2005, com seu compatriota Erich Buchebner, eles musicalizaram o filme austríaco Die Viertelliterklasse.
Ainda em 2005, após sua contribuição para Depeche Mode, Eigner também fez seu primeiro álbum solo "Recovery".
Dado o bom resultado de sua colaboração com Andrew Phillpott, eles trabalharam como um dueto sob o nome Das Shadow, produzindo remixes de temas eletrônicos, entre os quais a dupla Erasure coincidentemente .
No final de 2009, com Daryl Bamonte e o vocalista Florian Kraemmer formaram o projeto Compact Space, eles gravaram um álbum com músicas escritas por eles três, juntamente com Andrew Phillpott.
Em agosto de 2016, ele gravou com Martyn LeNoble, bem como com Mark Lanegan e Dave Gahan, do DM, uma versão da música "Cat People (Putting Out Fire)", original de Giorgio Moroder e David Bowie de 1982, que eles disponibilizaram. digitalmente.

2017-2018 tocou na tourné Global Spirit Tour do Depeche Mode, que passou pelo Brasil, e participou em 05 de fevereiro de 2018, do "takeover" oficial da banda :


https://www.facebook.com/depechemode/posts/hi-im-christian-eigneri-think-most-of-you-probably-know-who-i-am-but-for-those-w/10157395019780329/

Na minha opinião, com a entrada do Christian, a sonoridade do Depeche Mode nos shows, ficou mais dinâmica e melhor ! Deu uma "nova vida" as músicas !

Fonte : Wikipédia.
Adaptação : JeanBong13

Faith & Devotion !!!
JeanBong13

segunda-feira, 1 de março de 2021

História Do Dave Gahan : Live Monsters (DVD)

Hoje na História do Dave Gahan (01 de Março de 2004)
Data de lançamento do DVD Live Monsters, no Reino Unido.


A banda de apoio do Dave Gahan era composta por :
Bass – Martyn LeNoble
Drums – Victor Indrizzo
Guitar – Knox Chandler
Keyboards – Vincent Jones

O show era composto por músicas do seu album solo "Paper Monsters" e incluia alguns sucessos do Depeche Mode, o set list dessa apresentação :

01 Hidden Houses 
02 Hold On 
03 Dirty Sticky Floors 
04 A Question Of Time 
05 Bitter Apple 
06 Black And Blue Again 
07 Stay 
08 A Little Piece 
09 Walking In My Shoes 
10 I Need You 
11 Bottle Living 
12 Personal Jesus 
13 Goodbye 
14 I Feel You 
15 Never Let Me Down Again 
Extras
16 Dirty Sticky Floors (Acustica) 
17 Bitter Apple (Acustica) 
18 Black And Blue Again (Acustica) 
19 Live Monsters A Short Film (Documentário)

A filmagem foi feita em 05 de Julho de 2003, no Olympia, em Paris, durante a "Paper Monsters Tour" !















"Soundtrack to Live Monsters" é o primeiro album ao vivo do Dave Gahan. 
Foi lançado exclusivamente no iTunes pela Mute Records em 7 Março de 2004.
E contém as faixas :
01 "Hidden Houses"
02 "Hold On"
03 "Dirty Sticky Floors"
04 "Bitter Apple"
05 "Black and Blue Again"
06 "Stay"
07 "A Little Piece"
08 "I Need You"
09 "Bottle Living"
10 "Goodbye"





Chegou em 2004, na posição de n. 46, no "Germany Albums Top 50".

Faith & Devotion !!!
JeanBong13



sábado, 27 de fevereiro de 2021

Hoje na História do VCMG : Single Blip - EP2

Hoje na História do VCMG (27 de fevereiro de 2012):

Data de lançamento do EP Single Blip, no Reino Unido.


"Single Blip" é o segundo EP lançado pelo VCMG , o dueto dos músicos Vince Clarke e Martin Gore , lançado em 27 de fevereiro de 2012 pelo selo inglês Mute Records , do álbum Ssss do mesmo ano.








Faith & Devotion !!!
JeanBong13

sábado, 20 de fevereiro de 2021

Parabéns Peter Gordeno !

E os Parabéns de hoje vai para Peter Gordeno, que completa em 20 de fevereiro, mais um ano de vida !




Peter Gordeno (20 de fevereiro de 1964) é um compositor, produtor britânico e músico, que está como integrante de apoio nas turnês do Depeche Mode desde 1998. 

Ele executa partes de teclado no lugar do Alan Wilder, bem como vocais de apoio ocasionais e baixo. 

Ele e Andrew Phillpott tocaram como músicos de apoio, junto com Martin L. Gore na sua turnê chamada "A Night with Martin L. Gore" em 2003.

Seu pai era o coreógrafo e dançarino Peter Gordeno. A mãe dele é Angela Wallace. Ele também tem um irmão e uma irmã.

Ele tem sido creditado desde o início da década de 1990, por escrever, tocar instrumentos, produzir e fornecer backing vocals em vários singles e álbuns completos de uma série de artistas da cena pop.

Ele foi o líder musical na faixa "Miss Sarajevo" do projeto "Songs from Last Century" de George Michael. 

Mas, para a Depeche Mode Brasil, será sempre nosso integrante de apoio ao lado do baterista Christian Eigner, fazendo o DM, uma banda mais orgânica !

Parabéns Peter !

Faith & Devotion !!!

JeanBong13


História Do Depeche Mode : Dreaming Of Me (Single)

Hoje na história do Depeche Mode (20 de fevereiro de 1981):
Data de lançamento do single de Dreaming Of Me, no Reino Unido.
"Dreaming of Me" é o primeiro single do Depeche Mode. 
Foi gravado no Blackwing Studios e originalmente lançado em 20 de fevereiro de 1981 no Reino Unido.
Não foi lançado comercialmente nos Estados Unidos.
Quando esse single saiu, eles não tinham o álbum Speak & Spell ainda.
Existem duas versões dessa música, uma que tem um final e a alternativa, que não tem.
3:46 (single version) e 4:03 (no-fade/album version)
A versão que "no fade/album version" faz parte da remasterização do álbum Speak & Spell, lançado na Europa.
Quanto a outra versão, (single version) está na edição americana de "Speak & Spell" e em qualquer outra compilação.
É uma música que fala sobre sonhar consigo mesmo, em termos de recordações e compara essa ação a passagem de um filme.
Isso pode ser creditado a paixão que Vince Clarke tem por fotografia e equipamentos de filmagem.
Devido a uma colocação ruim nas paradas no Reino Unido (nº 57), "Dreaming of Me" não apareceu originalmente em Speak and Spell, mas apareceu no relançado do CD como uma faixa bônus.
No lançamento americano, "Dreaming of Me" estava originalmente no álbum, no lugar da música "Sometimes I Wish I Was Dead".
No relançamento remasterizado mundial, ela foi incluída no final do álbum, com a versão inglesa precedendo-a.
O seu lado B, "Ice Machine", é bem creditado pela banda; tanto que foi incluída sendo executada ao vivo como lado B novamente, no single "Blasphemous Rumours".
Vince Clarke compôs ambas as faixas do single.
Exatamente 30 anos depois que "Dreaming of Me" foi lançado pela primeira vez no Reino Unido, uma ação flash mob tentou empurrar a faixa de volta para as paradas baixando-a online. A ação falhou, exceto na Alemanha, onde a faixa entrou nas paradas de singles pela primeira vez no número 45 dando à banda sua 47ª entrada nas paradas.







Primeiro single do Depeche Mode.
(e não saiu na época em formato 12'', apenas em formato 7'' mesmo.)
Agora, com o relançamento dos boxes de 12'' dos albuns, transformaram o 7'' num 12''.

Fonte : Wikipédia - Adaptação de texto : JeanBong13
Faith & Devotion !!!
JeanBong13

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021

Depeche Mode & Alan Wilder ! (Royal Albert Hall - 17 02 2010)

Foi um dia de muita emoção para os fãs presentes no show, e um dia que entrou para a história da banda.

(Muitos acreditavam que ali estava um sinal de volta do Alan ao DM).

No dia 17/02/2010, no Royal Albert Hall, Alan Wilder voltava ao palco junto com o Depeche Mode para interpretar 'Somebody'.

Este foi um show especial para o "Teenage Cancer Trust" (Fundação de Caridade que Roger Daltrey - do The Who ajuda).

Aliás diga-se de passagem, o Depeche Mode conseguiu levantar uma boa quantia em dinheiro para a entidade.

Alguns músicos adicionais tocaram cordas em One Caress, Home e Come Back. 

(Esta foi a última vez que Come Back foi tocada ao vivo.)

Alan Wilder juntou-se a Martin Gore no palco para cantar Somebody. 


Aqui, o vídeo do ensaio deles : https://www.youtube.com/watch?v=eheap5Ntbc4

E existe uma versão bem interessante da hora do show, no youtube : https://youtu.be/HRknOGPwwVc

O Set List :


A capa do cd, da série "Live Here Now" :


Excelente surpresa, excelente show !
Faith & Devotion !!!
JeanBong13