domingo, 14 de maio de 2017

Curiosidades Sobre O Depeche Mode : Capas dos Albuns, Músicas, Clipes...

Devotos...
Segue um texto antigo de 2010, que estou resgatando e atualizando...
Conheçam alguns detalhes curiosos sobre o Depeche Mode, suas capas, músicas, clipes...
Com certeza irão gostar.
Faith & Devotion
JeanBong 13


Curiosidades Sobre Algumas Músicas, Álbuns e Integrantes :

01 - Depeche Mode :
Segundo o vocalista David Gahan: “Nós estávamos com alguns shows programados para o verão de 1980 mas não tínhamos um nome ainda. Eu estava cursando faculdade de moda e sempre vasculhava as revistas especializadas em busca de um nome. Uma dessa revistas era uma publicação francesa chamada ‘Dépechê Mode’ que significava ‘moda rápida / moda passageira”
Quando eu mostrei a revista pros outros integrantes, eles toparam na hora.”






02 - Speak & Spell :
Primeiro albúm do Depeche Mode
Nome de um brinquedo eletrônico, feito pela Texas Instruments, cuja função era ensinar as crianças a soletrar
Sobre a capa : Cisne num mar de vidro
Segundo Dave Gahan, a capa do primeiro álbum do Depeche Mode, era terrivel. "Quando Brian Griffin (responsável pela capa do disco) nos explicou que sua idéia era fotografar um cisne flutuando no ar sobre um mar de vidro, adoramos. Nos deu a idéia de ser algo realmente grande. Mas quando vimos um cisne feito de sacola plástica, foi algo meio cômico."






03 – Just Can’t Get Enough :
Uma das garotas do clipe, é a namorada do Budgie, da Siouxsie And The Banshees.



E a capa do single do 7'' e 12'' de Just Can't Get Enough, foi tirado de um catálogo de carpetes e acessórios da Kosset.





04 - Tora! Tora! Tora! :
Primeira música escrita por Martin Gore, para o albúm de estréia:
Significa Tigre! Tigre! Tigre!
Era a palavra usada pelos japoneses para o inicio dos combates contra os americanos em Pearl Harbour. 6 de Dezembro de 1941
Corresponde ao nome de uma missão de guerra norte-americana que foi um bombardeio sobre o Japão durante a segunda guerra mundial.
E também é um filme de 1970 realizado por Richard Fleischer, Kinji Fukasaku e Toshio Masuda que retrata, tanto do ponto de vista japonês como americano, a preparação e os eventos e os erros que possibilitaram o ataque a Pearl Harbor em 1941, fato que forçou a entrada dos Estados Unidos da América na Segunda Guerra Mundial.




05 - What´s Your Name :
("Hey, you´re such a pretty boy, you´re so pretty".)
Muita gente acha que é uma musica gay, mas na verdade, segundo Vince, a musica foi inspirada em Adam Ant, vocalista da banda Adam and the Ants.




06 - Big Muff :
Big Muff é um famoso pedal de distorção da Electro-Harmonix. Usado inclusive por Jimmy Hendrix.




07 - The Landscape Is Changing :
No final da musica, uma voz diz em alemão : "das ist gut... sooo gut... hah hah haha...". é do grupo Einsturzende Neubauten. a musica: Die Elektrik-Merle




08 - Pipeline :
O Som de Pipeline é de uma bolinha de gude sendo jogada no aluminio de uma janela.


09 - Master And Servant :
Essa faixa quase foi barrada da programação da Radio 1 de Londres por ser considerada obscena. Para avaliar se o conteúdo "era digno dos ouvintes da BBC", o encarregado pela programação solicitou uma cópia da letra. Por sorte ele saiu de férias e foi substituído por uma garota, que considerou que a música fala de amor e da vida em geral. Outra curiosidades em torno dessa faixa, são os samplers de chicote. Para conseguir um som que fosse realista, Daniel Miller dedicou-se a espancar um sofá.



10 - Somebody :
Para a gravação de "Somebody", Martin ficou inteiro nú nos estúdios da Hansa em Berlim, afim de conseguir uma interpretação mais "intimista" e "honesta". O engenheiro de som Stefi Marcus, entrou no estúdio de repente prá verificar as aparelhagens e o flagrou totalmente nú...





11 - Fly On the Windscreen :
A voz no inicio da versão album é de Daniel Miller dizendo "Over and done with".
Já o remix de 12" contém as seguintes frases sampleadas
"Death"
"Their living hell"
"Help the dying"
"The holy ghost"
"The blood of Jesus"
"This is what the americans who dropped the bomb saw"
"I don´t care how you feel"
"A fire ball"



12 – Christmas Island :
É uma ilha na república de Kiribati, no meio do Oceano Pacífico. Esta ilha foi uma base aérea dos EUA durante a segunda guerra mundial, depois virou uma base britânica de provas nucleares entre 1957/1958 e posteriormente norte americana em 1962.





13 - A Question Of Time :
No ínicio do video de "A Question of Time", Alan aparece sozinho e é ele quem recebe o bebê.
Pois foi o único a chegar no horário. Houve um show na noite anterior, e a banda só chegou a tarde, então, pela manha, Anton gravou o Alan. Era para ser o Dave.




14 - Black Day :
É creditada como composta por M.Gore/D.Miller/A.Wilder, mas "Black Day" é uma brincadeira feita em cima de "Black Celebration", como a música sofreu inúmeras mudanças (notas, acordes, tom, tempo e arranjos diferentes) Martin achou que seria mais certo creditar Daniel e Alan que estavam no estúdio e ajudaram a criar a 'peça' como co-autores. Martin, no máximo fez a letra e cantou.


15 - But Not Tonight :
Como sabemos, o álbum Black Celebration não tem contém em seu encarte, a letra de "But Not Tonight". Isso deve-se ao fato de que a edição original da Mute Records deste disco não incluía esta faixa. Tão pouco a master que chegou aos Estados Unidos, porém a Sire Records (companhia do DM nos Estados Unidos e Canadá) decidiu incluir essa faixa na última hora, o que não deixou tempo para incluir a impressão da letra no encarte e só pode aparecer o nome da canção e os créditos.





16 - Stripped :
O sampler utilizado pelo Depeche Mode, no inicio desta música, corresponde ao som do motor de um Porsche 911, que na época era propriedade de Martin Gore.




17 - Never Let Me Down Again – O Carro Exótico E O Mapa Da Capa Do Single :
O estranho e exótico de automóvel que Dave Gahan dirige no videoclipe de "Never Let Me Down Again" é um BMW Isetta. Já o mapa que aparece na capa da versão maxi deste single, é um mapa da Escandinávia (Suécia, Noruega, Dinamarca, Finlândia...).










18 - To Have And To Hold :

Essa faixa começa com o sampler de uma expressão russa: "V dokladah rassmatrivayutsya evolyutsiya yadernyh arsenalov i sotsial'no-psihologicheskiye aspeckty (problemy?) gonki vooruzheniy". Em português, isso quer dizer algo como: "A evolução dos arsenais nucleares e dos aspectos (problemas?) social-psicológicos da carreira armamentista se encontram incluídos nessas reportagens".

Outra curiosidade em torno desta faixa, é que sua versão demo criada por Martin Gore, e a mesma "Spanish Taster". A versão do álbum foi modificada por Alan (ele introduziu a voz em russo), porém Martin insistiu para que incluíssem sua demo. Assim ela foi incluída como bônus da versão em CD de Music For The Masses. Isso deixa claro as diferenças musicais de Alan e Martin.





19 - Strangelove :
A modelo negra que aparece era namorada do Anton na época, chamada Nassim Khalifa.









20 - Pimpf :
Era uma divisão nazista para crianças. A filosofia era ensina-las no caminho dos preceitos de Hitler.




21 - Pleasure, Little Treasure :
Ao final da versão de "Pleasure Litlle Treasure" incluída no álbum Music For The Masses, se escuta uma frase sampleada, que posta ao contrário e diminuindo o número de RPM, se pode escutar uma mensagem que diz "Probably work" ("Provavelmente funcione") e ao fundo se escuta a voz de Martin com uma frase que versa "Back to Back" ("Voltar e voltar").



22 - Agent Orange :
O Agente laranja é uma mistura de dois herbicidas: o 2,4-D e o 2,4,5-T.
Foi usado como desfolhante pelo exército norte-americano na Guerra do Vietnã. Ambos os constituintes do Agente Laranja tiveram uso na agricultura, principalmente o 2,4-D vendido até hoje em produtos como o Tordon. Por questões de negligência e pressa para utilização, durante a Guerra do Vietnã, foi produzido com inadequada purificação, apresentando teores elevados de um subproduto cancerígeno da síntese do 2,4,5-T: a dioxina tetraclorodibenzodioxina. Este resíduo não é normalmente encontrado nos produtos comerciais que incluem estes dois ingredientes, mas marcou para sempre o nome do Agente Laranja, cujo uso deixou sequelas terríveis na população daquele país e nos próprios soldados norte-americanos.
O Código Morse em Agent Orange, no final da musica diz:
"If anybody can hear this, please help me" (Se alguém estiver ouvindo, por favor me ajude).





23 - I Want You Now :
Aqueles gemidos no inicio da faixa, se trata de um acordeon sendo aberto e fechado, sem nota alguma.



24 - Personal Jesus :
Personal Jesus é o 23º single dos Depeche Mode, no Reino Unido. Foi lançado a 29 de Agosto de 1989, tendo sido o primeiro single do álbum Violator.
Para promover o single "Personal Jesus", a banda realizou anúncios em diversas revistas e jornais, com a seguinte mensagem: "Se desejas escutar a seu Jesus Pessoal, ligue para...". A ligar para o referido número, se escutava um fragmento da canção que versa: "Pick up the reciver, I'll make you a believer..." ("Atenda-o e você se tornará um crente...). Por outro lado, esta música se baseia no livro Elvis e Eu, de Priscila Presley. Nesse livro ela relata a atitude endeusada de seu ex-marido, Elvis Presley.
Segundo Martin L. Gore; "é uma canção que trata sobre o que é ser um Jesus para alguém, alguém que te dá esperança e te cuida. É sobre como Elvis foi o seu homem e seu mentor e como tal tantas vezes se passa nas relações amorosas; como o coração de qualquer um é de certa maneira como um deus..."
Em "500 Greatest Songs of All Time" (As 500 Grandes Canções de Todos os Tempos), uma lista compilada pela revista Rolling Stone, esta canção está no 368º lugar.
As contra-capas de cada formato de Personal Jesus, tem cada um dos integrantes : Alan (Cd Single), Dave (12’’), Martin (7’’), Andy (K-7 Single).











25 - Policy of Truth - Música Politizada :
Algumas frases sampleadas que aparecem em diversos remixes de "Policy Of Truth", dizem frases que o vice-presidente norte-americano, Richard Nixon, usou em 1962, para explicar o escândalo financeiro no qual ele se encontrava envolvido.
São elas:
"Everybody can't get what they want."
("Nem todos podem ter o que eles querem.");
"I want to tell you my side of the case" ("Eu quero lhe contar meu lado do caso.");
"I'm not a politician, I'm a businessman" ("Eu não sou um político, eu sou um homem de negócios.").
A mulher em todos os formatos diferentes da capa, é Suzanne Boisvert, a esposa de Martin Gore na época.












26 - Enjoy The Silence : O Clipe : 
O pequeno príncipe: O videoclipe da clássica balada "Enjoy The Silence", foi filmado por Anton Corbijn, em quatro países da Europa, de onde foram extraídas as seguintes cenas: da Escócias as cenas nas colinas e o lago do início do clipe; De Portugal, os campos; Da França, o litoral e da Suíça, as montanhas da Suíça.









27 - Violator e Enjoy The Silence (Single) :
Lançado em 1990, a melodramática rosa vermelha no fundo preto. (que pode representar o ego do Pequeno Príncipe).
Ela também aparece em diferentes formatos do single, Enjoy the Silence. (Capa Amarela, Capa Azul, e outra Capa Preta, bem rara inclusive, pois o seu lado B, não tem NADA, apenas a Rosa em Alto Relevo... uma bela raridade do Depeche...)
Enjoy the Silence baseia-se em Antoine de Saint-Exupery Le Petit Prince (O pequeno príncipe).
O príncipe tem uma rosa que ele ama e tenta proteger.
No livro, o pequeno príncipe segue a viajar e explorar planetas diferentes por causa da rosa (daí o vídeo Enjoy the Silence com Dave Gahan como o príncipe indo a lugares diferentes.) A rosa também pode ser lida como um símbolo do amor universal .
A flor do príncipe tem características humanas, boas e ruins. Por causa da rosa, o príncipe descobre que o que é mais essencial é invisível.(
"On ne voit que avec le coeur. L'essentiel est invisible pour les yeux.").
E que o tempo longe de seu amado faz com que uma pessoa, para melhor apreciar o amor, se torne mais responsável. O Amor cria responsabilidades.
Recentemente a banda Coldplay, criou um vídeo alternativo para a música Viva La Vida, onde eles estão homenageando tanto Corbjin como o Depeche, usando roupas e fazendo poses, na mesma linha do clip de Enjoy The Silence.









28 - Memphisto :
É uma pequena homenagem ao povo de Memphis, EUA, cidade onde Elvis Presley mostrou toda sua habilidade (e de quem Martin é fã). 
Mas também é uma abreviação para o nome de um demônio chamado "Mephistófeles".
Mefistófeles é um personagem satânico da Idade Média, conhecido como uma das encarnações do mal, aliado de Lúcifer na captura de almas inocentes. Em muitas culturas também se toma como sinônimo do próprio Diabo.
Durante o Renascimento, era conhecido pelo nome de Mefostófiles, forma da qual deriva uma das suas possíveis etimologias, segundo a qual o nome procede da combinação da partícula negativa grega luz com o que ama, ou seja, "o que não ama a luz". No entanto, o significado da palavra não foi estabelecido por completo. Butler menciona que o nome sugere diferentes conjecturas nos idiomas grego, persa e hebreu. Entre os nomes sugeridos estão Mefotofiles (inimigo da luz), Mefaustofiles (inimigo de Fausto) ou Mefiz-Tofel (destrutor-mentiroso).



29 - Sibeling :
Segundo alguns, quer dizer família, mas pode afirmar que é uma homenagem ao músico finlandês Jonh Sibelius, que é um dos favoritos de Martin.

30 - Waiting For The Night - Print Error :
O título original, ou completo, da faixa 5 de Violator era para ser "Waiting For The Night To Fall", mas devido a um erro de impressão, que cortou as duas últimas palavras o título da faixa ficou com o nome que a conhecemos hoje: "Waiting For The Night”.

31 - New Life (Single) :
Lançado em 1981, tem duas capas diferentes.
A capa do compacto ou do 12’’ em versões normais :
Tem um rapaz saindo de um ovo gigante, sobre um fundo preto.
Este foi inspirado pela pintura de Salvador Dali "1943:" Nino geopolitico observando el nacimiento del hombre nuevo.
A capa do 12’’ de remixes :
Feita em 1981, tem um bebezinho chorando, com os olhos cobertos, tipo censura na capa.
Curiosamente, em 1983 o album “Born Again” do Black Sabbath (banda de Heavy Metal), tem um “bebezinho diabólico”, com direito a chifrinhos, unhas pontiagudas e cores avermelhadas.
Versões de capas bem diferentes, para uma mesma fonte de inspiração : que está na revista “Mind Alive” de 1977.















32 - A Broken Frame :
Foi considerada uma das 100 capas mais belas de todos os tempos pela revista " Life" em 1990. As Fotos foram tiradas em um campo de milho em Cambridge, Inglaterra, por Brian Griffin. A foto foi tirada no outono, setembro.
A Produção foi do Martyn Atkins.
Mas a foto foi do seu assistente, Brian, já que na hora da fotografia, Martyn saiu para comprar comida.



33 - Construction Time Again :
Lançado em 1983, assim como Abroken Frame, foi inspirado pelo efeito industrial sobre a natureza, a poluição e o sistema do mundo ecológico.
A montanha fotografada na capa é o Matterhorn, localizado nos Alpes, ao longo da fronteira com Itália-Suíça. A foto foi tirada por Brian Griffin.
Goldfrapp, que já mixou algumas músicas do DM, como Halo e A Pain That I'm Used to, têm exatamente a foto na capa traseira do seu álbum "Felt Mountain".










34 - Black Celebration :
Há uma iconografia, idealizada por Brian Griffin. Os Simbolos representam uma guerra:
Lado Esquerdo : (Inicio Da Guerra)
Trompetes
V de Vitória
Tanques de guerra
Tiro
Lado Direito : (Luta e Rendição)
Foguetes
Aviões
Megafone
Bandeira Branca





35 - Songs Of Faith And Devotion  :
Lançamento em 1993, a capa do álbum de estúdio, que retrata o rosto do membro da banda. Cada uma delas está associada com um símbolo diferente roxo colocado no seu rosto (são como digitais estilizadas).




36 – I Feel You (Single) :
Os mesmos símbolos também aparecem no single "I Feel You". Os números nos cantinhos de cada simbolo, são as datas seus aniversários.
Na capa, da esquerda prá direita em cima :
O simbolo  mais "quadrado" (1659) - Alan Wilder (01/06/1959)
O simbolo  mais "longo" (9562) - Dave Gahan (09/05/1962)
Na capa, da esquerda prá direita embaixo :
O simbolo que lembra uma “coroa” (23761) - Martin Gore (23/07/1961)
O símbolo mais "fininho" (8761) - Andrew Fletcher (08/07/1961)




37 - Walking In My Shoes (Single):
Sua capa retrata uma estranha criatura, metade mulher, metade ave (também conhecido como "Lady Bird").
Para a capa, Anton Corbijn foi inspirado pelo artista holandês Hieronymus Bosch (c. 1450-1516). O pintor lidou com imagens religiosas, e temas como Pecado e Redenção, Paraíso e Inferno e moral. Sua pintura exprime um pessimismo intenso e reflete os anseios de seu tempo, um dos problemas sociais e políticos.
Na parte esquerda da “Temptation of Saint Anthony", birdish uma pequena criatura - com uma impressionante semelhança com a capa deAnton Corbijns em Walking in My Shoes "Lady Bird" - aparece. As duas criaturas eram dotados do mesmo côncavo-convexo bico gigante, ambos compartilham a mesma estranheza e complexidade que reside no animal híbrido humano, ambos têm algo como patinação em seus passos ... e, é claro - o tema principal da pintura e do singles visão lírica e Vídeo - pecados humanos, castigos e moral.
Se desenrola a história de Santo Antônio, um santo eremita, que está sendo atormentado mentalmente e fisicamente por vários personagens, a fim de desviar seu caminho, suas crenças e seu isolamento. A pintura retrata o medo, culpa, sendo um bode expiatório, estando em experimentação e todas as outras idéias que surgem de letras de Martin Gore.
O nome da parte esquerda é: "O Vôo e Falha de Santo Antônio" e, na verdade, o vídeo mostra a freira e o monge que não conseguem manter as suas convicções morais, que foram concedidos a eles por sua fé.
Em outras pinturas de Bosch, "Christ Carrying the Cross" e "The Garden of Earthly Delights.", podem ser visto como a inspiração para várias outras criaturas medonhas no vídeo.
O som que parece uma guitarra, na verdade é o som de uma baleia.











38 - Judas :
O coro que se escuta nesta faixa corresponde a quinze empregados do estúdio de gravação (engenheiros de som, secretárias, cozinheiro...), que então com efeitos diversos, as vozes foram multiplicadas seis vezes, criando o efeito que se escuta nesta faixa.


39 - One Caress :
Foi gravada ao vivo com uma orquestra de 28 violinos.
Executada durante a Devotional tour, na primeira fase da tourné em 1993.
E tocada na Tour Of The Universe, em 17 02 2010, acompanhada de um quarteto de cordas. 

40 - Exciter :
Um Brasileiro no album Exciter :
Airto Moreira, brasileiro, radicado nos EUA, participou do álbum Exciter.
Segundo uma entrevista do Andy para o jornalista Tom Leão, do jornal O Globo, editada em 20 de julho de 2001:
"(...) Um dado curioso no disco é a presença do percussionista brasileiro (que mora nos EUA) Airto Moreira nas faixas
I Feel Loved e Freelove, esta última, uma das mais belas. 'É uma história engraçada. Estávamos gravando no estúdio em Santa Bárbara, na Califórnia, e vimos um cara circulando com um violão o tempo todo. Perguntamos quem ele era e ele se apresentou. De repente ele já estava tocando no disco (ri). Foi tudo por acaso.' (...)"



41 - It’s No Good (Single) :
Desenhado por Anton Corbijn, Fleur De Lis, também conhecido como "flor do lírio", descrevendo um lírio ou flor de lótus, este símbolo, tem muitos significados :
(aparece inclusive no filme “Código Da Vinci”, em uma das cenas...)
Tradicionalmente, tem sido usado para representar a realeza francesa, e nesse sentido é dito para significar perfeição, luz e vida. Diz a lenda que um anjo apresentou Clovis, o rei Merovíngio dos francos, com um lírio de ouro como símbolo de sua purificação em cima de sua conversão ao cristianismo. Outros afirmam que Clóvis adotou o símbolo quando Nenúfares lhe mostrou como a segurança atravessar um rio e, assim, ter sucesso na batalha.
Joan of Arc carregava uma bandeira branca que mostrava a Deus a bênção do emblema real francês, a flor-de-lis, quando ela levou tropas francesas à vitória sobre o Inglês no apoio do Dauphin, Charles VII, em sua busca para o trono francês.
A Igreja Católica atribuiu o lírio como o emblema especial da Virgem Maria.
Devido às suas três "pétalas", a flor-de-lis também tem sido usado para representar a Santíssima Trindade.
As unidades militares, incluindo as divisões do Exército dos Estados Unidos, usaram semelhança com o símbolo de um ponta de lança para identificar o poder marcial e força.







42 - Home (Single) :
Este desenho sensível foi criado por ninguém menos que filha de Anton Corbijn. Ela tinha apenas 8 anos naquela época..




43 - Exciter :
A planta é uma Agave Americana e não uma Bromélia, como alguns pensam.
Ela vive em média 100 anos, mas só abre uma vez na vida.. Por volta dos 20 anos....
(mesmo tempo de estrada do Depeche Mode, em 2001...)




44 – Capa do Playing The Angel :
O boneco que está na capa do Playing The Angel, é o Mr. Feathers (Senhor Penas).



45 – Wrong – O Clip E A Música :
O “ator” que aparece no clip de Wrong, é Julian Gross baterista do grupo Liars. O diretor do clip, Patrick Daughters, declarou que a máscara usada no vídeo, foi um item de “última hora”, pois estava no set de filmagem, e ele achou legal utiliza-la. O vídeo foi gravado em dezembro em Nova York, e o restante, em janeiro no centro de Los Angeles.
A música, ficou na  19 ª posição, entre as 25 melhores músicas de 2009, segundo a revista Rolling Stone Brasil.
E na BBC-6 – ficou em primeiro lugar, numa lista de 100 músicas mais votadas : confira a lista geral :
http://www.bbc.co.uk/6music/events/top40/top100.shtml








46 - Martin L. Gore – A Primeira Banda :
"Norman And the Worms"
É o nome da primeira banda do Martin...



47 - Prisão De Martin L. Gore :
Martin foi preso e fichado na polícia em Denver - EUA, em 04/11/93. Ele foi preso por negar a abaixar o volume da música no hotel Westin. Acusação: alteração de ordem pública e resistência a autoridades.




48 - Martin L. Gore – Prêmio como compositor :
Martin Gore foi eleito "Melhor Compositor de Letras para Música do Ano de 1998", um premio instituído pela Academia Inglesa de Compositores e Autores de Música. A cerimônia ocorreu em Londres e o premio foi entregue a Martin por Daniel Miller, que no discurso elogiou Martin dizendo que como escritor do DM há 20 anos, suas musicas sempre procuraram levar alguma mensagem aos ouvintes. Martin recebeu o premio mas não fez nenhum discurso, fazendo jus à sua timidez!

49 - Martin L. Gore Na Adolescência :
Martin Gore nos tempos de colegio, quando adolescente, trabalhou distribuindo ovos de porta em porta.


50 - Dave Gahan Cantando No 101 :
No Filme 101 David aparece jogando num fliperama e cantando uma música, essa música é do Roxy Music, e se chama "Love Is The Drug".

51 - Dave Gahan Sofre Parada Cardíaca :
Dave sofreu uma parada cardíaca durante um concerto em New Orleans em 08/10/93, Consequência do uso exagerado de drogas. Martin teve que cantar o bis prá terminar o concerto.

52 - Vince Clarke :
Fixação Sobre Equipamentos De Estúdio e Fotográficos.
Vince tem fixação por equipamentos de estúdio e material fotográfico, em algumas músicas ele faz referência a isso, como em "Puppets", "Ice Machine" e "Photographic".

53 - Primeiro Show :
Em seu primeiro show em publico, na St. Nicholas School, Dave Gahan estava tão apavorado que nem sabia se subia ou não ao palco. Martin, por sua vez, convenceu Dave a beber varias doses de brandy, ate que o rapaz tomou coragem para cantar.

54 – Bridge House :
É o nome de um pequeno clube noturno de Basildon, onde o DM fez suas primeiras apresentações e onde foi gravado um dos bootlegs mais procurados por colecionadores da discografia do DM. Em 1982, após uma inspeção de rotina dos bombeiros, o local foi multado e fechado temporariamente, por não cumprir as normas de segurança. Sem dinheiro para pagar a multa e fazer devidas melhorias solicitadas, os proprietários estavam a ponto de fechar o pequeno pub. Ao tomarem conhecimento da notícia, os integrantes do Depeche, decidiram realizar uma apresentação secreta e gratuita, com a finalidade de arrecadar o necessário para que o pub não desaparecesse. A apresentação foi um êxito e o Brige House salvo.





55 - Depeche Mode - Votação Da Rádio K-roq :
Banda Nº 1 de todos os tempos: Numa votação entre os dias 29 e 31 de maio de 1999, os ouvintes da rádio KROQ FM, de Los Angeles, elegeram as melhores bandas de todos os tempos. Com mais de 75.000 votos o Depeche Mode alcançou o topo da lista, desbancando os Beatles, Guns N'Roses, Madonna e Michael Jackson, sempre favoritos nesse tipo de lista.

56 - Depeche Mode - 100 Melhores – Votação MTV :
As 100 melhores: Em 2000, a MTV Americana, realizou uma lista contendo as 100 melhores músicas do século passado, indicadas por pessoas do meio artístico (músicos, produtores, engenheiros de som etc...). O Depeche apareceu nessa lista no 82º lugar com "Just Can't Get Enough" (O topo ficou com "Yesterday" dos Beatles). À se considerar a quantidade de músicas gravadas em um século, ter uma música lembrada como uma das cem mais importantes é um grande feito.

57 - Depeche Mode - Vendagens de Singles e Álbuns :
O Depeche Mode sempre vendeu muito mais singles do que álbums. A partir de 1990 suas vendas de álbuns cresceram bastante, aliás o "Ultra" vendeu muito bem inclusive no Brasil.
O mais engraçado é que, justamente aqui no Brasil, até 2000 eles nunca tiveram um single em edição nacional para venda.
Em 2001, numa empreitada nunca vista no mercado nacional, a Roadrunner resolveu lançar quase todos os singles da banda (fase de 1981/1998). O Depeche já vendeu mais de 100 milhões de discos pelo mundo.

58 - Johnny Cash Canta Depeche Mode :
O famoso artista country-blues norte-americano, Johnny Cash, lançou em 2002 o álbum “American IV : The Man Comes Around”, um disco com covers de canções de outros artistas, onde incluiu uma versão de "Personal Jesus" do Depeche Mode.




59 - Outros Artistas Que Já Gravaram Depeche Mode :
A lista parece não ter fim, mas vamos citar alguns artistas que já gravaram ou tocaram Depeche Mode, em seus discos ou em suas apresentações : A-ha, Nina Hagen, The Mission, Smashing Pumpkins, Rammstein, Sandra, Deftones, Lacuna Coil, Placebo, Marilyn Manson, Sonata Arctica, In Flames, Tori Amos, Erasure, Keane, The Merry Thoughts, Northern Kings, In Strict Confidence, Moonspell, The Cure, Dishwalla, Apollo Forty Forty, Meat Beat Manifesto, Veruca Salt, Nada Surf, Sammy Hagar, Him, Johnny Marr, Scott Weiland, Susan Boyle, Ghost, entre outros...


60 - Tour Of The Universe – No Ranking Das Tournés Mais Rentáveis :
A Tour of the Universe se tornou um dos 25 mais rentáveis em 2009. A lista liderada por U2 e Madonna compara faturamento feito pelos artistas que estavam em turnê entre 6 de dezembro de 2008 e 21 de novembro de 2009. O Depeche Mode fica no vigésimo lugar na lista, com uma receita bruta total de $45.658,648 em 31 shows, gerando uma audiência estimada de 690.000 espectadores. Esses números são apenas para os shows realizados na América, o faturamento da Tour of the Universe em solo europeu foi muito maior.






61 - Musicos Que Tocaram Ao Vivo Com O Depeche:
O Depeche Mode a partir de 1993, começou a incluir em seus shows, músicos de apoio, backing vocals, abaixo o nome deles…

* Hildia Campbell (Backing vocals, Devotional tour 1993 - 1994)
* Samantha Smith (Backing vocals, Devotional tour 1993 - 1994)
* Daryl Bamonte (Teclado, Devotional tour 1994)
* Dave Clayton (Teclado, Ultra 2 shows em 1997)
* Jordan Bailey (Backing vocals, The Singles & Exciter tours 1998 - 2001)
* Janet Ramus (Backing vocals, The Singles tour 1998)
* Georgia Lewis (Backing vocals, Exciter tour 2001)
* Christian Eigner (Bateria, Ultra Party, Singles Tour, Exciter Tour, Touring The Angel, Tour Of The Universe, Delta Machine Tour, Global Spirit Tour)
* Peter Gordeno (Teclado, Singles Tour, Exciter Tour, Touring The Angel, Tour Of The Universe, Delta Machine Tour, Global Spirit Tour) 


62 – Where’s The Revolution – Clip :
O clipe da música “Where’s The Revolution” é uma referência à Lenin, Marx e Engels.
Apesar de parecer, não tem  nada haver  com  a banda ZZ Top.






63 – Sounds Of The Universe – A Capa :
A capa do album Sounds Of The Universe, ficou entre as dez melhores de 2009 pela Art Vinyl Awards.


64 - In Your Room - O Vídeo Clipe :
No vídeo de "In Your Room" mostram-se imagens de forma retrospectiva de vídeos anteriores da banda, especificamente: 
Enjoy The Silence (Gahan vestido como rei levando a cadeira dobrável enquanto anda pela estrada)


Personal Jesus (os membros da banda com chapéus de cowboy)

Strangelove (uma modelo usando roupas intimas)

I Feel You (uma mulher vestida como o Dave com um terno a listras, óculos de sol e uma peruca)


Walking In My Shoes (a Ladybird andando e folheando o tour book da Devotional)


Halo (a pessoa com maquiagem de palhaço)

 Condemnation (o vestido branco com fitas que uma mulher usa)

Anton Corbijn fez isso porque talvez, suspeitasse que seria o último vídeo do Depeche Mode. (Provavelmente achando que o Depeche Mode iria parar por ali, por causa do estado do Dave - em relação as drogas e também porque deve ter visto de perto, o desgaste da banda, uma vez que foi ele quem filmou a Devotional Tour), porém ironicamente foi o último vídeo em que apareceu Alan Wilder.
O nome da modelo é Alexandra Kummer e, como em algumas cenas aparece parcialmente nua, o vídeo foi censurado em muitos países e por exemplo nos USA só foi transmitido pela MTV.















2 comentários:

  1. Muito legal essa matéria algumas curiosidades eu sabia, mas nunca é demais saber mais notícias e curiosidades sobre a banda.

    ResponderExcluir
  2. Excelente matéria muito bom. Jean seu trabalho está fantástico, detalhes impressionantes dessa trajetória do Depeche Mode.

    ResponderExcluir