segunda-feira, 14 de setembro de 2020

Depeche Mode e o Rock In Rio...

O livro "Rock In Rio A História Do Maior Festival De Música Do Mundo", escrito por Luiz Felipe Carneiro, realmente me surpreendeu, vamos conhecer alguns detalhes e curiosidades sobre as três primeiras edições do festival.

Um excelente livro, cheio de informações sobre as edições do festival, recomendo !

Sempre escutei rumores sobre possíveis tentativas de contratações para shows do DM antes da "Exotic Tour / Summer Tour" de 1994...

Porém, nunca tive alguma coisa de concreto nas mãos, que pudesse ilustrar a matéria, mas esse livro sobre as edições do Rock In Rio, finalmente confirmam o que eu havia escutado e ainda um novo fato :

O que mais me espantou é que sempre soube que era em relação ao segundo Rock In Rio, e que o Information Society, seria então, o substituto deles. (não achei isso relatado no livro, mas foi como chegou a informação na época).

E sempre vinha o pensamento : "Nossa, uma World Violation Tour" por aqui, em seu auge, teria sido o máximo prá DM para uma divulgação na América Latina.


Mas, logo no primeiro capítulo, "uma grande surpresa" :

O Depeche Mode foi cogitado para a primeira edição do Rock In Rio, ainda em 1985 !

Como pode ser visto no detalhe da página 26 :

Se tivesse dado certo, teríamos então uma "Some Great Tour" no Brasil... já pensaram nisso ?

Seria realmente incrível, se as duas contratações tivessem sido confirmadas na época...

Alguns fans podem até falar : mas as datas não batem, eles não estavam em tournés nessas datas... (mas peço atenção que reparem que as datas em janeiro, sempre estiveram "liberadas", caso alguma vez, tivessem chegado a algum acordo...

Mas, como também pode ser visto em outras fotos e trechos do livro, era muito comum os artistas terminarem suas tournés, mas acabarem encaixando algum festival grande, como extra em suas tournés, devido a visibilidade do festival e da própria banda em si...

Página 132, Ozzy Osbourne é citado como um dos artistas que já tinham parado sua tourné.


Página 181, George Michael só iria começar sua nova tourné, em março...


Página 373, Silverchair já estava parado há mais de um ano...


Até mesmo atrasar gravações para um novo album, enfim, existe também o fator de chegar num acordo e querer realmente fazer o evento ou não.

Página 60 : Whitesnake atrasou a gravação do novo album, para poder se apresentar no Rock In Rio.


Página 184, o Guns N Roses, ainda estava gravando o novo album e sem planos de se apresentar em 1991...


Em 1984 (contratos) e 1985 (show), penso que não devem ter aceitado por não acreditarem no festival, como foi relatado pelo escritor por diversas vezes, que o pessoal do Roberto Medina, tomaram muitos "nãos" na primeira edição de vários artistas, pois antes do primeiro Rock In Rio, o Brasil não era visto bem visto no mercado e não era uma rota de shows internacionais.

Se pensar que a Some Great Tour, começou em 27/09/1984 deu uma pausa em 18/12/1984 e voltou em 14/03/1985 e finalizou em 30/07/1985, dava prá ter encaixado uma data qualquer, entre os dias 11 a 20 de janeiro de 1985, se quisessem...



(até questionar um pagamento melhor, prá uma apresentação "fora" do que já estava programado em sua tourné, coisa que também foi feita por vários artistas...)

Um detalhe curioso e comum em alguns artistas : o U2 não aceitou vir ao Rock In Rio 1, porque não aceitava eventos patrocinados por cervejas...

Página 100 : U2 recusa ser patrocinado por cervejas...



Já em 1990 (contratos) e 1991 (show) - acredito que o problema tenha sido o cansaço de uma tourné grande como a World Violation Tour, afinal desde 1984 as tournés do DM foram ficando maiores...

World Violation Tour, começou em 28 de maio de 1990 e terminou em 27 de novembro de 1990, aqui sim, poderiam ter feito uma exceção e daria para ter colocado uma data entre os dias 18 a 26 de janeiro de 1991.



E novamente perderam a chance de uma divulgação excelente, num festival de peso.

Algumas arquivos raros das duas primeiras edições do Rock In Rio :

1985 :




1991 :
                                       


Se a culpa é dos empresários da banda ou se foi dos contratantes, do foi o jeito que foi apresentado aos empresários, jamais saberemos, mas o importante é deixar registrado que "por mais duas vezes", ficamos sem ver as tournés do Depeche Mode...

Fonte Livro : Rock In Rio - A História Do Maior Festival de Música Do Mundo.

Texto : JeanBong13 

Faith & Devotion !!!
JeanBong13

Nenhum comentário:

Postar um comentário