sexta-feira, 22 de outubro de 2021

História Do Depeche Mode : But Not Tonight (Single)

Hoje na História do Depeche Mode (22 de outubro de 1986):
Data de lançamento do single de But Not Tonight, nos EUA.









Parcialmente são as mesmas faixas do single do Reino Unido : "Stripped".
Mas a gravadora americana Sire Records, decidiu usar o lado b "But Not Tonight" na trilha sonora do filme Modern Girls e incluíram a canção na edição americana do Black Celebration. 


Por conseguinte, o single foi lançado como "But Not Tonight" nos Estados Unidos. 
O single não traçou um gráfico nas paradas. 
A banda não ficou feliz com esta decisão, vendo "But Not Tonight" como uma canção pop inútil gravada a menos de um dia.
Alan, na época fez o seguinte comentário :
"É um exemplo perfeito de por que achamos que não adiantava ir para a América. Não somos um grupo para a América, ninguém nos entende. Se as pessoas da nossa própria gravadora sugerem que o lado B de "Stripped" é melhor que esta canção é porque não entendem nada. Apesar disso concordamos, o que agora parece loucura para mim. Certamente, naquele momento, pensávamos que lutar contra isto era uma perda de tempo". 
O remix incluído na trilha sonora é a versão de 7 polegadas. 
No final do filme, sobre os créditos, um remix Robert Margouleff diferente foi usado (e mal editado juntos).
É comumente referido como o "Soundtrack Mix". É encontrado somente em um acetato extremamente raro.
"Modern Girls" trilha sonora, o 7 polegadas e 12 polegadas "But Not Tonight" singles. 
Estão disponíveis no "Complete Depeche Mode" (iTunes) e são a única maneira de obter esses remixes comerciais do Robert Margouleff.
O vídeoclipe "But Not Tonight" foi dirigido por Tamra Davis, praticamente uma colagem de cenas do filme.
Os outros dois lados b são "Breathing in Fumes" e "Black Day". 
"Breathing in Fumes" é uma nova canção usando samples de "Stripped", mixado pela banda e Thomas Stiehler. 
"Black Day" é um acústico, uma versão alternativa de "Black Celebration" cantada por Martin Gore, e é co-escrito por ele, Alan Wilder, e o produtor Daniel Miller - a única canção do Depeche Mode onde Miller recebe um crédito de composição.
A "Highland Mix" de "Stripped" foi remixada por Mark Ellis (conhecido como Flood), que no futuro produziria os dois álbuns da banda, Violator e Songs of Faith and Devotion. 
A edição britânica do CD de Black Celebration incluem um extended remix de "But Not Tonight" junto com "Black Day", e "Breathing in Fumes" como faixa bônus.

Faith & Devotion !!!
JeanBong13


Nenhum comentário:

Postar um comentário